Buscar
  • clinicaalencar

Saiba como evitar acidentes domésticos


Acidentes domésticos são bastante comuns, principalmente, com idosos e crianças. Alguns objetos e situações caseiras que parecem simples e sem riscos podem representar uma ameaça para crianças curiosas, idosos com movimentos limitados e até para adultos desatentos.


“Acidentes domésticos são aqueles que acontecem dentro de casa. Muitas pessoas acreditam que sabem tudo sobre segurança em casa, mas os números apontam que, em 2009, mais de 330 mil pessoas sofreram algum tipo de acidente doméstico que poderia ter sido previsto e evitado”, afirma o Dr. Rogério Toledo Júnior, médico gastroenterologista, membro titular da Academia de Medicina de São Paulo e coordenador da Comissão de Prevenção de Acidentes Domésticos da Associação Médica Brasileira (AMB).


Tomadas, lajes, botijão, chuveiro e escadas são exemplos de onde é preciso redobrar atenção para evitar problemas mais graves. Problemas estes que podem variar desde pequenos machucados e arranhões até fraturas, queimaduras, engasgos, afogamento, asfixia e intoxicação. Como a prevenção é o melhor de todos os remédios, confira abaixo dicas para evitar os acidentes domésticos.


Tomadas e fios

Para evitar choques indesejados, recomenda-se a proteção de todas as tomadas. É preciso estar atento ao uso de vários aparelhos domésticos na mesma tomada, por meio de extensões e benjamins. Isso pode sobrecarregar a tomada e provocar incêndios. Além disso, por segurança, é importante dificultar o acesso das crianças aos fios, que devem ter apenas dimensões suficientes para o alcance da tomada.


Pisos e escadas

Preste sempre atenção onde você pisa, pois o chão molhado está entre as causas mais comuns de acidentes domésticos. Pedaços de tacos soltos ou pisos quebrados podem oferecer o mesmo risco. No caso dos tapetes, os antiderrapantes são os mais indicados para a casa inteira. Nas escadas, a instalação de corrimão e faixas antiderrapantes também é indispensável.


Janelas e sacadas

Em apartamentos com crianças pequenas, as janelas devem ter redes ou grades de proteção. Vidros quebrados ou rachados precisam ser trocados com urgência.


Quartos

Quinas de mesas e móveis merecem atenção, pois são causadoras de acidentes. Se possível, opte sempre por bordas arredondadas. Os móveis (mesa, cadeira, sofá, banco etc.) devem ficam longe das janelas, nunca embaixo! No quarto das crianças, os brinquedos que contêm partes pequenas devem ser guardados em caixas ou locais que possam ser fechados.


Cozinha e lavanderia

Para evitar o vazamento de gás, é preciso verificar se os botões do fogão foram fechados corretamente após o uso. O ideal é que o botijão fique fora da cozinha. Os cabos das panelas devem ficar voltados para dentro ao utilizar o fogão. Os eletrodomésticos de uso esporádico não devem permanecer ligados na tomada.


Ao lavar a louça e colocá-la no escorredor, os cabos dos talheres devem ficar para cima. Nunca deixe expostas pontas de facas ou de garfos. A toalha da mesa deve, preferencialmente, não ter sobras nas pontas. Fósforos ou acendedores jamais devem ficar sobre a mesa, mas sim em locais altos.


Na lavanderia, o recipiente de lixo precisa ser fechado com tampa e as embalagens de refrigerantes ou similares nunca devem ser reutilizadas para guardar produtos de limpeza. Saquinhos plásticos devem ficar fora do alcance de crianças.


Banheiros

Secadores e lâminas cortantes devem ser guardados em local seguro, sempre fora do alcance de crianças. Deve-se evitar deixar banquinhos no banheiro e sempre esvaziar a banheira depois de usá-la. Pisos com materiais antiderrapantes são os mais indicados para evitar acidentes. É preciso ter muito cuidado com a temperatura da água ao preparar o banho dos bebês.


Medicamentos

É importante ter alguns produtos de uso comum, como o spray antisséptico, que combate as bactérias, limpa e desinfeta feridas na superfície da pele. Entretanto, o bom senso deve sempre falar mais alto. Este tipo de remédio deve ser usado em situações simples. Em casos graves, somente um médico poderá ajudar. E tenha sempre a mãos o número do SAMU: 192.


Fonte: https://exame.abril.com.br/

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo